20 set 2021

Aeroclube de Praia Grande: Quem poderá salvá-lo?

Já foi noticiado em diversas mídias. Até o jornalista Flávio Gomes dedicou uma postagem em seu BLOG para tratar do assunto. E o que nós, praia-grandenses, podemos fazer? Segue abaixo interessante artigo do site SÃO PAULO ANTIGA, sobre um dos maiores patrimônios históricos de nossa cidade.
AEROCLUBE DE PRAIA GRANDE

A história da aviação brasileira é também o princípio da história da aviação mundial. Foi com o genial Alberto Santos Dumont que o Brasil mostrou ao mundo a grande capacidade inventiva do brasileiro e os sonhos de um país que desde sua formação nasceu para ser grande nação.

Entretanto na cidade de Praia Grande, litoral de São Paulo, está ocorrendo um dos maiores desrespeitos à memória da aviação brasileira com o total esquecimento e abandono do Aeroclube de Praia Grande.

A esquecida pista do aeroclube não trata-se de apenas um velha pista de pousos e decolagens abandonadas. É parte inseparável da história do Brasil com fatos que marcaram não só a vida de Praia Grande, mas de todo o país.

Inaugurado em 1936 como Aeroclube de Santos por santistas apaixonados por aviação, o Aeroclube de Praia Grande serviu por décadas como ponto de apoio para a Aeronáutica e foi uma das primeiras pistas no Brasil utilizadas pelo Correio Aéreo Nacional nos anos 1940. Foi ali também que pousou inúmeras vezes o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, autor de O Pequeno Príncipe, e foi onde desembarcou o ex-presidente Jânio Quadros por ocasião da sua renúncia.

Tantas memórias e tamanha importância histórica seriam mais que suficientes para que o local fosse preservado e mantido em operação, como símbolo da cidade e, principalmente, parte integrante da história do Brasil. Mas isso simplesmente não está acontecendo.

O velho Aeroclube de Praia Grande está há cerca de uma década abandonado e esquecido. No local onde desciam pequenos aviões há mato e alguns cavalos pastando. Enquanto isso, no antigo restaurante que por décadas recebeu turistas de toda a parte do Brasil só existem ruínas. À noite, segundo vizinhos do local, é recomendável não andar por aquelas calçadas, pois o risco de sofrer um assalto é muito grande. Não é incomum também pessoas se valerem dos hangares em ruína para consumir drogas. Nem mesmo os dizeres “Aeroclube de Praia Grande ” na entrada do local está inteiro. Quase todas as letras já caíram ou foram arrancadas.

Do pouco que resta no local, a calçada em mosaico português é a única coisa que ainda se mantém absolutamente preservada. Poucas pessoas reparam, mas em toda calçada da entrada há pequenos aviões feitos de pedra, decorando o local. Algo que com o abandono e falta de manutenção poderá em breve se perder.

Diante do triste aeroclube abandonado, a prefeitura ergueu um monumento em homenagem ao local histórico. Porém é muito pouco feito por um local de tamanha importância para a cidade e o país. Até o bairro onde fica o aeroclube tem seu nome, Aviação, inspirado na importância da pista. Cidade que antes era conhecida como destino de “farofeiros”, Praia Grande desenvolveu-se e melhorou muito nos últimos anos, tornando-se uma das mais agradáveis cidades para se passear no litoral de São Paulo, mas não pode continuar negligenciando sua própria história e origens mantendo abandonado e decadente o Aeroclube de Praia Grande.

Imagine quantas pessoas vão até o aeroclube conhecer o local onde pousaram Jânio Quadros e Antoine de Saint-Exupéry e voltam frustrados ? Quem está perdendo com turismo é o próprio município. Se o local é privado ou público não importa, o que importa é que algo precisa ser feito, e rápido!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.