23 set 2021

Intercâmbio – I

Hi Guys…
Alguns alunos começaram a me perguntar sobre Intercâmbio. “Como é?”, “Pra onde eu vou?”, “Tem alguma dica pra se adaptar lá fora?” e mais uma diversidade de perguntas. Então, como vi que o interesse sobre isso era grande, decidi que nossa próxima postagem deveria ter como tema esse assunto tão importante, porém pouco comentado até então.
O que é o intercâmbio?
O termo intercâmbio é usado para descrever a experiência de pessoas que vão estudar por um determinado período em outro país. O objetivo principal da viagem é aprimorar conhecimentos e relações com outros povos, idiomas e culturas.
Quais os tipos de intercâmbio que existem?
Há cursos de intercâmbio disponíveis no exterior voltados para pessoas com os mais diversos interesses, em todas as épocas do ano. Entre as opções estão:
WORK & TRAVEL – Neste tipo de programa, você pode passar as férias no lugar desejado, trabalhando de forma remunerada. 
HIGH SCHOOL – É só escolher o país, o período que deseja viajar e se preparar para cursar um período letivo numa escola de Ensino Médio no exterior. Mais que cumprir as matérias do currículo, você vai vivenciar o dia-a-dia como cidadão do país escolhido, fazer novos amigos, participar de atividades sociais, culturais e desportivas e enfrentar o primeiro grande desafio da sua vida: assumir responsabilidades pelas suas decisões. 
TRABALHE NO EXTERIOR – É uma ótima oportunidade para você que é estudante universitário, profissional já formado ou mesmo sem formação, mas com experiência na área desejada, de estagiar nos Estados Unidos em vagas remuneradas e ocasionalmente não-remuneradas de trabalho temporário, sempre relacionadas a sua formação acadêmica ou de atuação! 
CURSOS NO EXTERIOR – Este programa foi feito para quem quer ter uma experiência internacional que vai além do turismo. Os roteiros incluem cursos, atividades esportivas e recreativas.
Como participar de um programa de intercâmbio?
O primeiro passo é identificar necessidades e objetivos. Segundo, procurar uma agência de qualidade ou uma escola que tenha parceria com uma boa agência. Os procedimentos variam dependendo do país de destino e da modalidade de curso do interesse do cliente.  
O planejamento deve ser feito com antecedência para que não haja surpresas ou decepções. Uma viagem internacional custa caro e é necessário ter sempre uma reserva para eventualidades, como a não-adaptação ao lugar escolhido. Quando for comprar o pacote, peça para a empresa indicar pessoas que já fizeram o curso para obter dicas importantes sobre a região. 
Dicas para não cair em roubada
  • Procure sempre uma agência com grande experiência e que tenha recomendação de conhecidos; 
  • Saia do país com a papelada exigida pela imigração, inclusive atestados de vacinas dentro do prazo de validade;  
  • Procure cumprir as leis em vigor no país de destino; 
  • Certifique-se de que a escola é de bom nível e, por consequência, garantirá também uma família acolhedora
  • Contrate um bom e confiável seguro de vida;  
  • A melhor maneira de levar dinheiro para o exterior é com traveller cheque, um cheque de viagem que oferece maior segurança contra roubo, perda ou extravio, além da facilidade e rapidez no reembolso.

Dicas para não fazer feio lá fora
  • A melhor dica é estar aberto para novas experiências
  • Obtenha a maior quantidade possível de dados sobre a cultura e costumes do paíse da cidade na qual irá estudar e procure respeitá-los. Lembre-se de que é você que deve se adaptar ao país. Então, antes de viajar, leia sobre o local onde vai ficar, os costumes da população, o tipo de comida, etc.; 
  • Prepare-se para o clima, levando roupas adequadas
  • Quando você for ao exterior, aproveite para fazer amizades com quem mora lá. Agindo dessa maneira, você pratica o idioma e conhece mais sobre o país; 
  • Procure saber o máximo possível da língua do país de destino antes de viajar. Mesmo assim, saiba que só a prática vai fazer com que você desenvolva a fluência no novo idioma; 
  • Para facilitar a adaptação, escolha um lugar aonde você tenha maior chance de se adaptar, principalmente ao clima e à alimentação; 
  • Prepare-se psicologicamente para a saudade e para viver novas experiências em uma nova cultura, conviver com pessoas de diferentes costumes, língua, clima e culinária; 
  • Aproveite, ao máximo, o tempo lá fora. O intercâmbio é uma experiência única, uma lembrança, um aprendizado que marca a vida de todo mundo. 
Restrições do intercâmbio
Apesar de ser uma experiência rica, o intercâmbio também apresenta algumas restrições ao participante. Muitas escolas não permitem que o intercambista fume, ingira bebidas alcoólicas ou, até mesmo, dirija no país de destino.  
O intercâmbio também obriga os participantes a trabalhar e/ou estudar em determinados períodos, o que os impede de se locomover para outras cidades ou regiões com frequência. Os estudantes devem apresentar um bom desempenho para serem aprovados nos cursos.
A FISK oferece programas de intercâmbio?
Sim, oferece, com uma excelente empresa, a EXPERIMENTO, que foi a primeira organização a oferecer programas de intercâmbio no Brasil. Para mais informações, é só entrar em contato com uma das unidades FISK.

Teacher Paula

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.