19 set 2021

7 de setembro – Dia da Independência do Brasil


Você sabe o que aconteceu no dia 7 de setembro de 1822?


Durante um tempo, D.Pedro seguiu ordens da corte portuguesa, mas acabou percebendo que as leis vindas de Portugal pretendiam transformar o Brasil novamente em uma simples colônia. Os políticos portugueses exigiram que D. Pedro voltasse imediatamente para Portugal. No Brasil, os defensores da independência iniciaram uma campanha pedindo que o príncipe regente permanecesse em nossa terra. No dia 9 de janeiro de 1822, D. Pedro recebeu um abaixo-assinado pedindo-lhe que ficasse. Ele atendeu ao desejo do povo declarando: “Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação diga ao povo que fico”. Com esse ato, D.Pedro atendeu aos interesses dos ricos fazendeiros brasileiros. D.Pedro permaneceu no Brasil e esse dia passou para a nossa história como o Dia do Fico. Os brasileiros continuaram em campanha política para que o Brasil se tornasse independente de Portugal. No dia 7 de setembro de 1822, D.Pedro fez uma declaração oficial de independência,afirmando assim seu acordo com os brasileiros. Nos meses seguintes, os brasileiros venceram facilmente o ataque das tropas portuguesas, com apoio inglês. Em pouco tempo, vários países da América, que já haviam se libertado do domínio europeu, apoiaram oficialmente nossa independência. D.Pedro tornou-se o primeiro imperador do Brasil, com o título de D.Pedro I. O Brasil passou a ser uma monarquia, uma forma de governo em que os poderes são exercidos pelo imperador ou rei.


O vídeo acima apresenta o Hino da Independência do Brasil. A letra é de Evaristo Ferreira da Veiga, enquanto a música é de D. Pedro I. Porém, qual o significado dos vocábulos servil, grilhões, perfídia, ardil, ímpias, falanges, hostil e varonil, presentes na letra do hino?


Servil: adjetivo, de quem serve, daquele que serve.
Grilhões: cadeia metálica de anéis encadeados.
Perfídia: deslealdade, traição.
Ardil: sagaz, perspicaz, sutil.
Ímpias: aquele / aquilo que ofende, que despreza.
Falanges: formação de combate usada pelos antigos gregos.
Hostil: não amistoso.
Varonil: jovem.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.